quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Temas musicais de filmes infantis.

Adoro temas musicais de filmes infantis. ADORO, sou uma eterna criança.

Aqui estão os meus preferidos:

1) Anastacia - Intérprete: Thalia


2) A Bela e a Fera - Música tema da Aldeia

Amigos - vamos preservar os verdadeiros.

"Um amigo não racha apenas a gasolina: racha lembranças, crises de choro, experiências. Racha a culpa, racha segredos. Um amigo não recomenda apenas um disco. Recomenda cautela, recomenda um emprego, recomenda um país. Um amigo não dá carona apenas pra festa. Te leva pro mundo dele, e topa conhecer o teu. Um amigo não segura a barra, apenas. Segura a mão, a ausência, segura uma confissão, segura o tranco, o palavrão, segura o elevador. Dúzias de amigos assim ninguém tem."


"Que as amizades sejam poucas, plenas e verdadeiras, que os amigos sejam sinceros e que estejam ao nosso lado independente de distância, que o amor seja verdadeiro, a confiança plena e o carinho eterno."


Que tenhamos vários colegas pra nos divertir e amigos suficientes para nos apoiar e estar sempre ao nosso lado.
Não confunda amizade com coleguismo, o coleguismo passa, a amizade fica.
Tudo tem seu tempo, mas amigos verdadeiros, independentemente da distância ficam, e pra sempre.






sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

De Pernas Pro Ar!




Como atriz Brasileira, não posso perder um filme nacional!
De pernas pro ar com Ingrid Guimarães é uma comédia divertida que fala sobre sexo sem ser nenhum pouco ofensiva! De uma maneira divertida este filme, com um bom elenco, nos faz pensar em muitas coisas que valorizamos e nem tem tanta importância assim…
Muito bom mesmo! Roteiro dinâmico, elenco afiado e diversão garantida!

Sinopse

Alice (Ingrid Guimarães)  já passou dos 30, é casada com João (Bruno Garcia), tem um filho e é uma executiva bem sucedida. Na verdade, ela é uma típica workaholic, que tenta se equilibrar entre a rotina de trabalho e a família, mas perde o emprego e o marido no mesmo dia. É quando ela passa a contar com a ajuda da vizinha Marcela (Maria Paula) para mostrar que é possível ser uma profissional de sucesso sem deixar os prazeres da vida de lado. Para isso, Alice vira sócia da nova amiga em um sex shop falido, enquanto Marcela ajuda ela a descobrir os prazeres dos sex toys.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Incontrolável - Vale a pena assistir!

Confesso que fui assistir contrariada ao filme Incontrolável, mas me impressionei com o roteiro. A história é batida, mas a interpretação de Denzel Washington e o roteiro estão demais! vale a pena assistir!


Sinopse: Uma composição carregada de produtos altamente tóxicos está desgovernada e o perigo é iminente. Um maquinista e um engenheiro experiente precisam evitar que uma pequena cidade em seu caminho seja destruída. A única saída é botar em prática uma operação muito arriscada, mas o tempo corre contra eles e o plano tem tudo para sair dos trilhos. Inspirado em fatos reais.
Duração: 98 min
Gênero: Suspense




segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Desde quando é “legal” usar drogas? Ficção?! Ou Realidade?!!


Nessas férias aproveitei para ir muito ao cinema, assistir principalmente filmes brasileiros. Adoro admirar o trabalho do meu país, não só por ser atriz, mas por ser patriota também. A cada dia que passa a qualidade do cinema nacional aumenta. Embora ainda, estamos um pouco longe da realidade Hollywoodiana, sinto orgulhosa do cinema nacional e torço para que cresça muito, a cada dia mais!
No entanto, uma coisa tem me incomodado. Todos os filmes que assisti de alguma forma fazem apologia ao uso de drogas. Não estou criticando e nem acusando nada, mas hoje, após mais uma sessão de cinema, percebi que todo filme brasileiro que assisto insinua que usar droga é algo bom, relaxante, legal!
Juro que tenho medo disso. Medo porque hoje a nossa sociedade se encontra tão pervertida, nossos adolescentes tão perdidos... Vamos ao cinema e vemos que usar drogas é “legal”e relaxa! Acho que deveríamos tomar mais cuidado... Desde quando para relaxar e ser feliz é necessário fumar maconha ou tomar êxtase?
Tenho minhas dúvidas... E acho que o nosso cinema poderia tomar mais cuidado com essas imagens “legais” em relação às drogas.
Bom...  A opinião está dada! 

sábado, 8 de janeiro de 2011

Quem planta respeito colhe respeito, quem planta despeito, colhe despeito!


Eu continuo acreditando que aquilo que se planta colhe. Acredito piamente. Por isso antes de tomar atitudes precipitadas e impulsivas, antes de magoar ou amar alguém demais, antes de fazer algo que eu e outras pessoas possamos sofrer as conseqüências mais tarde, eu penso. Mas eu não penso só em Mim. Penso em amigos, colegas e pessoas que podem ser prejudicadas, talvez por um ato tão bobo.
A gente magoa tanto as pessoas sem perceber, pensando apenas no nosso melhor... Mas, sinceramente, não consigo me sentir bem, pensando que alguém pode estar mal por minha causa, não consigo. Ao contrário do que mencionei muitas pessoas (se brincar a maioria delas) não se importam com o sentimento dos outros, inclusive com os de si próprias, tomam atitudes precipitadas, impulsivas, em que em um primeiro momento podem ser legais, mas que depois, ah! Depois só prejudicam a si e aos outros.
Para que pensar que os outros não se importam? É claro que se importam sim... Se todos nós nos preocupássemos um pouco mais com o outro, talvez a humanidade caminhasse melhor, talvez seríamos mais felizes.
Antes de tomar qualquer atitude boa ou ruim, de amor ou ódio, pense nas conseqüências e no que isso te beneficiará como humano.
Vamos nos importar um pouco mais com o outro,  porque querendo ou não, quem planta respeito colhe respeito, quem planta despeito, colhe despeito. Não reclame de sua situação, pense no que você pode estar fazendo para estar nela.
Ame o outro como ti mesmo. Porque cedo ou tarde, o que é pra ser nosso será, e a lei do retorno, bom, ela existe de fato.