sábado, 28 de maio de 2011

O Bom da arte é que ela sempre fica.

(Elenco: "A História de João e Maria que sua mãe não contou")

Mais um espetáculo chega ao fim, apesar de tantos percalços e dificuldades, a saudade bate. O bom e ruim da vida artística é a falta de rotina. Acho que na verdade, é o melhor... Tudo sempre se renova. Trabalho diferente, personagens diferentes... Isso é muito bom.
“A História de João e Maria que sua mãe não contou” trouxe algumas surpresas inesperadas e muitas outras surpresas boas.  Todos esses dois meses foram de muita aprendizagem crescimento não só profissional, como pessoal. Trabalhar infantil não é nem um pouco fácil. E o que mais gostei neste trabalho, foi a seriedade que o elenco, em sua maioria, levou o espetáculo. Muito estudo, muita dedicação e muito esforço.
Parabéns a todo o elenco e aos pais dos atores mirins, que contribuíram e muito para o crescimento do espetáculo.
São nos percalços, nas dificuldades, que sabemos quem é realmente profissional. É  muito fácil fazer parte de um projeto pronto e de sucesso, difícil é lutar para erguer o sonho de alguém, difícil é enfrentar as dificuldades e encará-las até o fim. O bom de chegar ao fim é saber que tudo deu certo. E que venham mais projetos, mais trabalhos e muito sucesso e gratificação!!